Mudei de pequeno-almoço

Andava desesperada para arranjar alternativas para os pequenos-almoços. Não tenho tempo de manhã, não tenho paciência para comer mais pão, nem leite. Apenas o café. Esse momento do café não abdico, nem troco. E em conversa a semana passada com a Mafalda, falei deste meu dilema com os pequenos-almoços. Nesse mesmo dia fui comprar o livro, e de facto ainda não saí do capítulo dos pequenos-almoços. E já fiz vários,...

Vamos voltar a escrever

Já lá vão dois anos que tenho incentivado escrever postais, e é maravilhoso ainda hoje continuar a receber, e a escrever. Por isso, um dos meus objectivos deste ano é escrever uma carta aos meus clientes. Esta vai ser a primeira a ir, e ao longo do ano, vou enviando mais. Quando abraço um novo trabalho, ganho mais do que um cliente, e mesmo quando terminamos e deixamos tudo pronto,...

Be nice

Quando começo a ver que, de clientes passam a parceiros, parceiros a amigos, e entre todos existe uma sinergia de ideias, todo o meu trabalho faz sentido. Invento, construo, planeio, crio, mas principalmente faço. Faço acontecer! E isso para mim basta. O meu trabalho é este – os projectos são vossos! E o mundo é pequeno, muito pequeno, por isso vamos tirar partido isso. Não é vergonha partilharmos as nossas ideias,...

Mundet factory

Sei que aquele edifício faz anos ali à beira rio, mas agora que olho para ele com outra cara, parece que já não me lembro de como era antes. Fiz muitas vezes aquele estrada, muitas horas naquela paragem ali mesmo em frente, e mais umas quantas vezes que fui limpar ali a baía do Seixal. E por isso, quando anda tudo a falar da nova Mundet, fiquei curiosa. Nova? Como assim? O...

O melhor de ser o “primeiro dia” de trabalho de 2017

O melhor de ser o “primeiro dia” de trabalho de 2017 é ter posto o auto-reply nos emails até dia 4 de Janeiro. Demasiada pressão neste arranque do ano. Eu, espero que tudo mude, ou pelo menos que eu consiga mudar algumas coisas. Principalmente, internamente, e nos meus processos de organização. Posso-vos dizer que ando a estudar aplicações quase desde o início de Dezembro. E quando digo aplicações, são mesmos...

Não tenho clientes. E Boas Festas.

Estava a tardar as boas festas e até pensei que ia deixar passar esta época e fazer uma mensagem de ano novo apenas. Mas depois nestes últimos dias e na tentativa de organizar e planear o novo ano, alguns pop-ups vão surgindo. Natal é família, certo? E as famílias dão-se bem, e menos bem, choram e riem, barafustam e dão beijos, zangam-se e fazem as pazes, mas no final, todos...

Almoço de Natal de empresa a sós

Então e se nós, freelancers, empresários em nome individual, ou empreendedores singulares, quisermos fazer um almoço de Natal. Como fazemos? Vamos sozinhos. Ou então não 🙂 A vantagem de estarmos num cowork é que temos sempre companhia, nem que uma pessoa desafie o colega do lado para ir almoçar. Mas nós queremos é almoços, ou jantares, ou até mesmo brunchs e podemos ser todos de áreas diferentes, com pessoas que...

Eu tenho dois escritórios… não sei qual gosto mais

Cowork. Esse termo tão familiar nos dias de hoje. É verdade que já lá vão dois anos que decidi trabalhar fora de casa. Mas, atenção, eu até gosto de trabalhar em casa, a verdade é que depois de alguns anos a trabalhar em casa tive a necessidade de sair. De ter um horário de trabalho fixo, de vir para a cidade, de ver pessoas. Facilita ter um espaço em Lisboa...

Palavras para que vos quero

Nunca gostei de escrever, ou melhor, nunca achei que podia escrever. Confesso que não sou a pessoa mais exímia na língua portuguesa, shame on me. Mas a verdade, é que apanhei o jeito, não que escreva bem, e que vá agora escrever um romance, mas escrever tornou-se uma tarefa fácil e constante. Escrever, tornou-se um momento mais prático agora. Se recuar um pouco, cada vez que tinha de escrever era...

Era isto que eu procurava.

Quando fiz este caminho de manhã, pensei: bolas que já não me lembro da última vez que passeei. Do tipo, passear com as mãos nos bolsos, sem relógio e sem horário a cumprir. Passear a passo lento e sem fazer a mínima ideia por onde vou a seguir. Era isto que eu procurava, esta calma de não ter horário. De esvaziar a cabeça e deixar mesmo entrar ar. Arejar as...