Vida de Freelancer

o que há para dizer de 4 dias de cowork?

Tenho vindo a fazer mentalmente um resumo destes últimos dias a jeito de conseguir depois fazer um balanço. Antes mesmo de vir estava um pouco receosa, ponderei até à ultima nem vir com medo de não conseguir gerir o meu tempo e ainda ter que depois trabalhar a noite toda.
Primeiro dia. Chego e sento-me na mesa que penso ser a certa. Dei um olá tímido ao colega da mesa ao lado que ainda não sei como se chama. O ambiente é semelhante a uma biblioteca onde se fala baixo e todos estão no seu quadrado. Olhei à volta, não estava ninguém conhecido por isso não tive outro remédio se não mesmo trabalhar e foi uma manhã super produtiva. Para almoço já tive companhia e as caras conhecidas chegaram. Têm sido as minhas companheiras para me fazerem sentir bem nesta casa nova, mostraram-me os cantos, apresentaram as pessoas o que fez toda a diferença, de facto não estava a trabalhar sozinha. Houve conversa, almoço, café e de volta ao trabalho.
Os dias seguintes.
Já fiz pausa para um café a meio da manhã, dois dedos de conversa e fui conhecer o espaço [afinal havia ainda mais para conhecer] e a Rafa tem sido a minha guia nestes dias, acho que se não fosse ela estava ainda sentada na minha mesa. Apanhei o dia em que fazem um brunch partilhado entre os coworkes, por isso foi bom.
Às vezes meti o phones para me concentrar e voltei a tomar o gosto de ouvir música enquanto trabalho. Percebi que nem sempre é preciso dizer olá ou adeus porque estamos todos a trabalhar e não queremos interromper ninguém e ninguém leva a mal se sairmos de fininho.
Faz-me falta ter as minhas coisas por perto, as canetas, os cadernos, os livros e ter de carregar todos os dias com a tralha toda é chato. Precisei de algumas coisa que não trouxe comigo, o que me faz pensar que tenho de planear o dia na véspera para trazer tudo o que preciso.
Em geral de 4 dias a primeira coisa que penso é que de facto todos estão aqui a trabalhar por isso só me resta fazer o mesmo também 🙂 E estar no Lx Factory dá-me oportunidade de estar todos os dias num sítio onde se passam sempre coisas giras. Há inspiração por todo o lado.
O balanço? Positivo. Voltamos a falar daqui a uma semana 🙂

Sem comentários
Artigo Anterior
5 Setembro, 2014
Artigo Seguinte
5 Setembro, 2014

Sem comentários

Deixar comentário

Relacionados

Instagram

  • Tudo começa por uma ideia que passa depois para o papel. E depois é construir 🙌🏻 #vaiacontecer #abasestudio
  • Mummy little helpers 👭Os mestres de obra vieram fazer a inspecção 😂
  • Não tem sido combinado nem de propósito mas o início de setembro tem sido marcado por fotos deste género 😅 a sintonia que me move, assim me puxa para tal, e mais uma vez setembro vai ser o meu mês de concretizações pessoais! Principalmente de crescimento. São tantas as novidades e mudanças que até tenho medo de as começar a contar 😁 mas amanhã já começam as novidades! 🙌🏻
  • Todos me querem mudar o chão. Está em bruto, tem buracos, riscos e está tordo. Mas fazer o quê? Eu gosto dele mesmo assim! Nem tudo é perfeito e direito mas sim diferente e com personalidade. E por agora é a mesa de trabalho 😅#ochaofica
  • Nunca foi tão importante para mim apoiar-me e receber conselhos de várias pessoas como nesta altura. Hoje começo uma nova etapa de tudo… de mim, do meu trabalho, das pessoas. Basicamente uma nova etapa na minha vida! Tenho um discurso na cabeça ao estilo de “óscares” com nomes que tenho de mencionar e acima de tudo agradecer, porque de facto tenho tido o apoio de muitos e companhia ao longo destes últimos tempos. Mas hoje, começo por brindar a uma só pessoa, a mim. Por ter a sorte de me cruzar com vocês, por ter o privilégio de trabalhar grandes projectos, e por partilharem comigo os vossos sonhos. Hoje partilho o meu: aqui vai nascer um novo espaço! 
E como prometido, e o primeiro conselho que tive, começo assim, um brinde a todo este movimento. O resto vem. #brindemos
  • I'm so doomed 😬 #homemadegin 🍸🙈😜

Follow Me!