Vida de Freelancer

É caro o teu trabalho?

Às vezes é isso que se ouve:
É caro.
É demasiado.
É muito.
Tenho um amigo, um primo, um cunhado que faz.

Amigos que fazem trabalhos de borla, vejam bem o que andam a fazer, ao menos troquem serviços. Porque um dia vão querer cobrar e as pessoas já se habituaram às vossas borlas. Ou então arranjaram novos amigos. Ou então estragaram mais um bocado este nosso mercado de trabalho.
Quando cobramos um trabalho, cobramos também pelo investimento que fazemos para conseguir fazer um bom trabalho. Investimento esse que é na nossa formação, na nossa experiência, nos materiais, na publicidade, nos livros, no computador e por aí fora. Para que quando nos perguntam uma coisa simples como qual o Pantone do meu logo, nós sabermos responder com tanta certeza como teres os Pantones à nossa frente.

Filipa Simões de Freitas
www.lancecollective.com

6 Comentários
Artigo Anterior
14 Outubro, 2015
Artigo Seguinte
14 Outubro, 2015

6 Comentários

  • JLDesign

    Infelizmente há tantas pessoas que ainda não valorizam o design a 100%. Acham "giro", que fica "bonito" e que era bom terem uma imagem toda catita mas, depois, na hora de verem valores acham um exagero. Se calhar são capazes de gastar 100 ou 200€ numa peça de roupa, ou numa mala que fica bem com aquele outfit. Mas 200€ por um logótipo?! Credo, que exagero…
    Enfim, é a mentalidade que temos. Estou neste momento em Londres a tentar uma nova vida. Não que em Portugal não tivesse clientes. Tinha e continuo a ter muitos. Felizmente os mais fiés continuam a trabalhar comigo mesmo à distância e são quem realmente dão valor ao meu trabalho mas apercebi-me, aqui nesta cidade a pouco mais de duas horas de distância, que os valores que se praticam são assustadoramente BONS!
    Há designers a cobrar 2000£ por um logótipo aqui… só um logótipo! 2000£ são cerca de 2500€. Não que sejam os valores que eu pratico (apesar do meu trabalho valor ouro, ehehe).
    É pena que sejamos ainda tão pequeninos. Amo de coração o nosso país, a minha cidade… mas não amo a forma como se veêm certas profissões. É pena… pode ser que um dia mude!

    Um beijinho Filipa, estamos no mesmo barco 🙂

    • tribeland

      Joana estamos mesmo no mesmo barco mas tenho a certeza que vai correr tudo bem nessa nova fase aí. E porque não combinamos um coffee em Londres? Vou estar aí no próximo mês.

    • JLDesign

      A sério?! Claro que sim, vamos combinar. Terei todo o gosto em conhecer-te pessoalmente 🙂
      Falamos por mensagens no Facebook ou por e-mail, como preferires 🙂

    • tribeland

      Boa 😀 envia-me email: design@lancecollective.com e vamos combinar.

  • Joana Andrade Nunes

    Filipa: os meus parabéns por este artigo tão certeiro! Infelizmente, nas áreas artísticas o "pro bono" descaracterizado é tido como "normal" e até desejável! Se temos um amigo músico, é "óbvio" que vai tocar/cantar em todas as festas a custo 0; se temos um amigo advogado, claro que nos vai patrocinar em qualquer caso (e sem qualquer custo, no limite até é ofensivo "apresentar" custas judiciais"); se temos um amigo designer "é só desenhares aí qualquer coisa que serve"… sem nunca questionarem o tempo que o amigo/familiar poderá dedicar ao "pequeno assunto" e que, para ter competência para tal, investiu horas de estudo e dedicação! Sou ABSOLUTAMENTE a favor do trabalho pro bono na sua verdadeira essência; sou absolutamente a favor de ajudar a família e os amigos e faço-o com o maior gosto! SOU COMPLETAMENTE CONTRA quem nos tenta impor uma obrigação de "ajudar" sem reconhecer o nosso esforço, dedicação e investimento na carreira que a tanto custo vamos construindo!!

Deixar comentário

Relacionados

Instagram

  • Christmas brunch @atelier.th2 let’s go 🎄🙌🏻 @catarinavarao @luisneto_1981
  • Ho! Ho! Ho!
  • Para grandes males. Grandes doces! 😂🙈 #donuts #christmasfood #eunabase
  • Uma mão cheia de coisas 🎉 🎂
  • December. Beach. Holiday. 🎄 ☀️
  • Empty roads 🧐

Follow Me!