Travel

Como podemos ser felizes num só sitio.

Temos tanta coisa para visitar neste nosso canto do mundo que o melhor é mesmo aproveitar todos os dias para conhecer algo novo.
Luz Houses, ring a bell? Pois eu já estava mortinha para conhecer este local de tantas fotos e partilhas que tenho visto aqui pela rede. E desta vez foi a minha vez de visitar, aproveitar e respirar o que de bom se faz na hotelaria portuguesa.
Houve quem me perguntasse – então o que se faz lá? – Nada! E como eu adoro cultivar o nada para fazer. É claro que o escritório vai sempre comigo, e na mala vai sempre o portátil, o iPad e os carregadores de tudo e mais alguma coisa, mas não foram precisos. Ficou tudo fechado dentro da mala, pois o nada para fazer ganhou.
Mas começando pelo início, sabem quando chegamos a um sítio novo e mal entramos já fomos conquistados? Era de noite e quando me deram uma toalhinha quente para as mãos e um cházinho à frente da lareira, deixei de ouvir tudo o que estavam a dizer e fui [fazer o nada]. Acho que ficámos ali mesmo, nas horas que se seguiram.
É bonito sim, não como imaginava pelas fotos que tinha visto, mais bonito ainda. Mais acolhedor. Tudo estava quentinho, bonito, bem decorado, e os pormenores? Os pormenores de todos os cantos e cantinhos… são de perder a cabeça. A simpatia de quem nos recebe e guia pelo local não tem palavras, faz-me lembrar como em tantos outros sítios, igualmente bonitos, falta-lhes isto. Amabilidade. Hospitalidade.
Depois de fazer um pouco de nada, lá fomos ver o que havia para fazer. Temos bicicletas, temos ovelhas, temos trilhos onde o sol entra por raios de luz, temos uma gruta – imaginem só – é um spa. E eu fui lá. Recomendo, é místico. Quando entrei fez-me lembrar um cenário do Indiana Jones mas logo a seguir embarquei numa aventura mais holística.
Uma noite soube a pouco e ao mesmo tempo soube a tanto. Os quartos nem falo deles porque é mesmo para ir ver e desfrutar.
Fiz tanto e não fiz nada. E tenho de voltar a fazer.
As fotos são da Rita e mostram um pouquinho do nosso cultivo de não fazer nada 🙂


Texto | Filipa Simões de Freitas, Lance CollectiveFotos | Rita Quintela, CV Love
3 Comentários
Artigo Anterior
10 Dezembro, 2015
Artigo Seguinte
10 Dezembro, 2015

3 Comentários

Deixar comentário

Relacionados

Instagram

  • 1 dia sem internet 👉🏻 1 dia a apanhar maçãs, pêras e uvas. Acho que valeu a pena 🙌🏻 Só subi o monte, para deixar esta storie ☝🏻 😘 #vimaterra #nowifi #sunrise
  • A liberdade de ser freelancer e a ilusão de que mandamos no nosso tempo. Por vezes é nos difícil pausar apenas! A todos os meus colegas que estão neste momento a trabalhar, a lutar pela responsabilidade do dever cumprido e da vontade de fazer bem 🙌🏻 deixo aqui uma grande saudação! Somos fortes! E vamos conseguir, porque também merecemos 😊 O nosso Verão vai chegar 😉  #freelancerlife #freelancer #appleandcoffee #nosequesomosorganizadas
  • Seixalando, e os prédios bonitos que encontramos quando olhamos para cima. #margemsul #seixal #arrentela #portugaldenorteasul #sunset_madness #photopftheday #p3top #igersportugal
  • Impossível ir a sítios da moda a “horas de ponta” ou fins de semana! O tempo não é muito, e a noite foi longa a trabalhar, por isso a recompensa de um pequeno almoço bem cedo, e rápido, a uma sexta feira, soube mesmo bem! Quase vazio, mas cheio de ambiente, hoje conheci a Amélia 👭 @pereirinha78  @amelialisboacafe #lisboncoffee #lisbonlovers
  • E porque amanhã é segunda, porque não repetir? Dias grandes, dias quentes, e muito trabalho em curso. Tudo tem o seu tempo e o tempo agora é quente, lento e capaz de tudo. Por isso, o trabalho vai ser feito, os dias vão ser longos e os mergulhos vão acontecer. #ficonsegue #sunset #freelancer
  • It’s going to be a hot long week 😊 Quem disse que agosto não é bom para trabalhar? ☀️ I’m in! #brixton #freelancer #graphicdesigner #entrepreneur #bossbabe #girlpower 📷 @_luisa_

Follow Me!