Faz isto na tua marca

Como não levar o trabalho de férias

Quando somos freelancers, ir de férias é tipo uma miragem que vemos bem lá ao fundo. Queremos e não queremos. A vontade é grande mas depois, ter de “fechar a loja”, dizer que não vamos estar disponíveis, deixa-nos um pouco apreensivos. Assustados até. Verdade, é que muitas vezes, até fui de férias e nem disse nada. O meu escritório é onde estou, e um portátil na mala é tão normal como andar com a carteira no bolso [ou o telemóvel]. E, esta é a verdade, posso ir mas vou de trouxa às costas, um portátil, uma drive e um bloquinho de notas. E cada oportunidade com wifi é uma conquista.

Cresci. Sim, a experiência dá para estas coisas. Vivendo e aprendendo — como se costuma, e bem, dizer. Bolas! Também merecemos férias, também merecemos uma pausa. Afinal até podemos tirar os dias que quisermos 🙂 Claro, que houve uma primeira vez, uma primeira vez que disse mesmo — vou de férias, já volto. A minha surpresa? É que os clientes perceberam, foram super compreensivos [talvez porque tenho clientes espectaculares também] mas a recepção do aviso que ia estar ausente foi bem recebida.

Por isso, deixo-vos algumas notas para prepararmos as nossas férias, não como reservar hotéis, mas como preparar o nosso trabalho e os nossos clientes.

# 1 . Um mês de aviso, ou umas semanas antes.
É quase como ter que dar um mês à casa quando mudamos de emprego. Um mês antes, aviso os clientes que têm trabalhos em curso, que vou ausentar-me. Só nos ajuda a ambos, porque assim preparamo-nos da melhor maneira para a ausência não ser notada. E como aviso? Não envio um email a dizer vou de férias de x a x dias! Claro que não. Faço sempre um texto, engraçado ou pelo menos tento que seja engraçado, com uma mensagem descontraída a informar que vou-me ausentar. O engraçado, são as respostas que recebo a este email 🙂 Da última vez o subject que coloquei neste email era “Parece que falta muito, mas não.”.

# 2 . Não agendar trabalhos urgentes em cima da data que vamos estar fora.
Às vezes, passa mesmo por dizer que não temos disponibilidade, se esse for mesmo o caso. Mas pensar que conseguimos fazer tudo, mesmo até ao último minuto pode correr mal. Até porque nunca sabemos ao certo se tudo corre bem, se fica tudo bem à primeira, se vêm alterações, se é necessário depois gravar em ficheiros diferentes, etc. E se a coisa se prolonga, e já não estamos cá?! Já aconteceu também ter que deixar um trabalho específico a outra pessoa, para conseguir responder por mim, e até fazer se necessário alguma alteração. E isto bate com o tópico seguinte.

# 3 . Arranjar um plano B.
Se vamos estar ausentes, e não conseguimos continuar a dar resposta a algum trabalho ao qual vai ser mesmo preciso dar continuidade, então o melhor é delegar. Ter alguém de confiança que faça um trabalho idêntico ao nosso, dentro do nosso registo, para que possa segurar as pontas. Já fiz isto duas vezes, para ser exacta. É a melhor maneira de não deixarmos ninguém à nossa espera.

# 4 . Planear. Agendar.
Se as redes sociais fazem parte da rotina da nossa marca, então não há desculpa para elas irem de férias também. Planear é a chave para tudo correr como habitual. Até é nestas alturas que somos capazes de ser mais originais a criar conteúdos para as redes sociais. Depois é só preparar tudo, agendar e ligar o piloto automático.

# 5 . Auto replys.
Adoro. A sério que adoro mesmo escrever os meus auto-replys. São sempre diferentes, com alguma história pelo meio, divertidos e nada “secos” — tento sempre fugir ao efeito de “email automático”. Dá-me um gozo enorme escrever estes emails, e até já cheguei a receber de outras pessoas textos iguais aos mesmos 😀 Pensem que é um email que vai sair disparado a todos os que vos contactarem, por isso, para não ficarem desanimados com uma resposta de “ausente”, vamos aliviar a questão criando um texto mais descontraído. Um dia destes, ainda faço um apanhado dos vários textos que já fiz para estas ocasiões.

E, mesmo assim, confesso, levo sempre o portátil comigo. Muitas vezes, sem saber se terei Internet, ou com a promessa de que não vou mesmo trabalhar, mas a verdade é que sinto-me mais tranquila com o “meu escritório” às costas, e penso — mais vale levar tudo comigo e não precisar, do que precisar e não ter.

Claro que, com este artigo, já se adivinha que vou estar ausente em breve!

 

Sem comentários
Artigo Anterior
2 Maio, 2017
Artigo Seguinte
2 Maio, 2017

Sem comentários

Deixar comentário

Instagram

  • Tudo começa por uma ideia que passa depois para o papel. E depois é construir 🙌🏻 #vaiacontecer #abasestudio
  • Mummy little helpers 👭Os mestres de obra vieram fazer a inspecção 😂
  • Não tem sido combinado nem de propósito mas o início de setembro tem sido marcado por fotos deste género 😅 a sintonia que me move, assim me puxa para tal, e mais uma vez setembro vai ser o meu mês de concretizações pessoais! Principalmente de crescimento. São tantas as novidades e mudanças que até tenho medo de as começar a contar 😁 mas amanhã já começam as novidades! 🙌🏻
  • Todos me querem mudar o chão. Está em bruto, tem buracos, riscos e está tordo. Mas fazer o quê? Eu gosto dele mesmo assim! Nem tudo é perfeito e direito mas sim diferente e com personalidade. E por agora é a mesa de trabalho 😅#ochaofica
  • Nunca foi tão importante para mim apoiar-me e receber conselhos de várias pessoas como nesta altura. Hoje começo uma nova etapa de tudo… de mim, do meu trabalho, das pessoas. Basicamente uma nova etapa na minha vida! Tenho um discurso na cabeça ao estilo de “óscares” com nomes que tenho de mencionar e acima de tudo agradecer, porque de facto tenho tido o apoio de muitos e companhia ao longo destes últimos tempos. Mas hoje, começo por brindar a uma só pessoa, a mim. Por ter a sorte de me cruzar com vocês, por ter o privilégio de trabalhar grandes projectos, e por partilharem comigo os vossos sonhos. Hoje partilho o meu: aqui vai nascer um novo espaço! 
E como prometido, e o primeiro conselho que tive, começo assim, um brinde a todo este movimento. O resto vem. #brindemos
  • I'm so doomed 😬 #homemadegin 🍸🙈😜

Follow Me!