Empreendedora, por acaso

Manter o blog? Ou não?

Manter o blog. O que motiva?

Este meu blog, é um caso de amor e ódio, ou melhor de, tenho tempo e não tenho. Por vezes não lhe toco, passam semanas sem lhe pôr a vista em cima, e depois lá venho eu e até escrevo 1 ou 2 posts de seguida (maluqueira).

Já pensei em encerrar o blog, no decurso, de quando penso que já tenho redes sociais a mais e demasiados canais online para gerir. Mas até tenho pena deste Tribe Land, porque gosto deste canto digital que aqui criei ainda nem existia Lance, nem nada. Este é o mesmo blog que comecei quando ainda era “bond girl” (alguns devem-se lembrar ainda). É onde sou eu, a Filipa. Seja a Filipa designer, a que tem a chave d’A Base, a que tem duas filhas, ou a que foi ali ver o mundo, ou qualquer outra coisa. E que não tenho obrigatoriedade de aqui vir sempre – o que torna ainda mais genuíno este meu canto.

Tenho um blog. O que me leva a pensar — O que motiva ter realmente um blog? Este é um exercício que devemos sempre fazer em qualquer altura, seja antes de começar um blog, ou depois.

O meu exercício para manter o blog, e o que me motiva:
  • Escrever. Simplesmente escrever.

    É, para mim, uma das principais razões. Nunca gostei de escrever, por achar que não tenho jeito, e por ser mesmo difícil para mim passar ideias para o teclado. Mas a verdade é que desde que comecei a escrever mais, esta tarefa tornou-se cada vez mais fácil e simples. O facto de ter o blog ajuda-me a superar a minha própria escrita, e a melhorá-la. E isso reflete-se depois em tudo o que eu faço, tanto por exemplo no dia-a-dia, a escrever um email, como a criar conteúdos para redes sociais.

  • Partilhar os meus desafios enquanto Freelancer, empreendedora…

    Quando estamos à frente de uma marca, e todos os dias são um desafio, estamos sempre a aprender. E no decorrer do nosso processo, o que aprendemos podemos sempre partilhar com outros. Quem me conhece sabe que além de formadora, falo muito de organização do nosso próprio negócio, de gestão de tempo, de conquistas e desafios.

  • Dores de Crescimento

    Não é falar mal, nem mandar “postas de pescada para o ar” porque dores de crescimento existem, fazem sentido, e é bom tê-las. Falo aqui de dores de crescimento de negócio. Quando crescemos, e quando os desafios são ainda maiores e chegamos à altura de pensar — Queremos crescer? Ou estamos bem assim? E quando nos deparamos com situações complicadas que na altura nos parecem o “fim do mundo em cuecas” e afinal faz tudo parte. Quando temos de tomar a rédea do nosso negócio e ligar com “palavras de novos significados “, como por exemplo, parcerias, give-aways… entre outras.

  • Gosto. Registo, e partilho.

    Acho que é um dos motivos que nos toca a todos num blog. Falar do que gostamos, seja qual for a temática, e partilhar. O blog, é também um registo dos nossos pensamentos e inspirações. Escrevemos, para nos expressarmos, e eu, escrevo aqui também para registar. Para pensar sobre alguns assuntos, que me levam depois a escrever sobre eles.

E assim, bateu a saudade de voltar aqui ao blog. De voltar a escrever. Talvez seja o início de 2018 e as suas promessas de novas ideias 😉

Música para vos acompanhar num próximo post, esta cover dos Smashing Pumpkins dos Fleetwood Mac. Daquelas que oiço desde os meus 12 anos.

 

Sem comentários
Artigo Anterior
19 Novembro, 2017

Sem comentários

Deixar comentário

Relacionados

Instagram

  • Christmas brunch @atelier.th2 let’s go 🎄🙌🏻 @catarinavarao @luisneto_1981
  • Ho! Ho! Ho!
  • Para grandes males. Grandes doces! 😂🙈 #donuts #christmasfood #eunabase
  • Uma mão cheia de coisas 🎉 🎂
  • December. Beach. Holiday. 🎄 ☀️
  • Empty roads 🧐

Follow Me!