Category

Redes Sociais. Para que vos quero.

Redes Sociais. Para que vos quero.

Partilha-se muito, e fala-se pouco.

A Internet. As Redes Sociais. E agora podíamos ficar aqui só um minuto a pensar nestas duas coisas, e porque partilha-se muito, e fala-se pouco.

Trabalho com redes sociais todos os dias, utilizo o email a toda a hora, vou ao Google quase de hora a hora, uso o WhatsApp, tenho grupos no Viber… e está sempre tudo a apitar, a tocar, a receber mensagens, emails, notificações. Estou sempre ligada. Mas cada vez mais penso que de tanto estarmos ligados, nos desligamos. As nossas mensagens são curtas, sucintas, não lemos mais do que dois parágrafos [estou a ser generosa], partilhamos tudo, mesmo sem ler.

Ler Mais

1 comentário
Redes Sociais. Para que vos quero.

3 contas no Instagram que podem mudar o teu acordar.

Já é um hábito partilharmos as contas que gostamos de ver no Instagram, mas cada vez mais dou por mim a achar fascinante o fantástico mundo das contas temáticas, nesta rede social que tanto gosto.
São contas que abraçam um tema e que publicam sempre de acordo. Podem até achar que é uma seca este tipo de partilha mas nunca é uma coisa exagerada nem cansativa e quase sempre de boa qualidade. Umas são todas com fotos originais, outras são selecionadas e publicadas com os devidos créditos, a verdade é que de uma forma descontraída criamos e seguimos aqui uma tribo e uma tendência que tem vindo a crescer. Estas contas são também uma grande fonte de inspiração tanto para o nosso dia-a-dia como para nos inspirar a fazer melhores fotos.

Deixo-vos aqui alguns links a seguir.

Books and tea cups
O nome diz tudo e a conta no instagram é mesmo muito bonita. Todas as fotos são similares, o registo e enquadramento é sempre dentro da mesma linha. Esta conta é uma boa inspiração para quem gosta de fotografias simples e com fundos brancos.
https://www.instagram.com/booksandteacups/

Early Morning Heart
Como começa o vosso dia? Se seguirem esta conta no instagram acredito que as manhãs começam a ser mais bonitas, pelo menos se tentarem fazer umas fotos assim.
https://www.instagram.com/earlymorningheart/

On the Bed Project
O desafio aqui é que a vossa foto também pode vir aqui parar. Só têm de entrar no mood e partilhar uma foto com a #OnTheBed.
https://www.instagram.com/onthebed_project/

Filipa Simões de Freitas
https://www.instagram.com/pippinha/
www.lancecollective.com

1 comentário
A Tribo também escreve Redes Sociais. Para que vos quero.

Instagram agora avisa quando os nossos favoritos publicam uma foto.

Quando seguimos muitas pessoas no instagram nem sempre vemos tudo o que queremos e por vezes há pessoas que gostamos mesmo de seguir e que não queremos perder as suas fotos.
Agora já podem receber uma notificação cada vez que os vossos instagramers preferidos publicarem uma foto.
Simples. Basta ir ao perfil da pessoa e no canto superior direito onde têm 3 bolinhas, têm várias opções: block user/ report inappropriate/ copy profile URL / turn on post notifications.

https://instagram.com/pippinha/





Sem comentários
A Tribo também escreve Redes Sociais. Para que vos quero.

Facebook estás a ficar muito mauzinho

Não é bem o facebook mas sim nós os utilizadores. Pelo menos o meu feed de publicações está a ficar cada vez mais deprimente [e não estou a falar das fotos das férias – dos outros] mas sim das históricas macabras e tristes que cada vez se partilha mais. Ou são acidentes, carros pelos ares, animais a ser torturados, crianças a chorar, sei lá… Às vezes mesmo fazendo um longo e rápido scroll não há uma única alegria. Eu estou no facebook para rir, para me abstrair do trabalho, da rotina, do stress, para manter o contacto com as pessoas, para inspirar outras, e não para ficar deprimida com a quantidade de vídeos e fotos tristes que se publicam. Além de que – diz-me o que partilhas, dir-te-ei como és – faz todo o sentido.

Imaginem: é segunda-feira, recebo uma foto destas da minha amiga Rita pela manha… Não é sinal que o dia vai logo correr melhor? Aquilo que vemos e que chega até nós influencia-nos bastante e pode determinar logo o nosso estado de espirito para o resto do dia.

Por isso, cada vez mais passo pelo facebook, já nem é a primeira opção quando me ligo. E sabem que mais? Ali no instagram é bem melhor 🙂
https://instagram.com/pippinha/

foto CV Love

2 Comentários
Faz isto na tua marca Redes Sociais. Para que vos quero.

Faz sentido ter um Pinterest para a minha marca?

Horas, muitas são as horas que passamos no Pinterest. Verdade? Então se passamos lá muito tempo a ver coisas bonitas, se muitas são as pessoas viciadas nesta rede social porque é que não tiramos partido disso para o nosso negócio, blog ou site? Já pensaram nisso?
Esta fantástica rede social é um agregador de inspiração, de toneladas de criatividade e até um forte motivador para nos por a mexer. A verdade é que quando vemos, quando estamos a olhar para uma fotografia sentimos muito mais perto essa emoção, essa vontade. Quando algo está presente e à nossa frente somos facilmente conquistados. As relações criam-se a partir de afinidades e interesses em comum e isso é basicamente a essência do Pinterest. Nele podemos juntar a informação que gostamos, seguir quem queremos e descobrimos o que andámos à procura.
Mas para fazermos alguma coisa nesta rede social temos acima de tudo usá-la. Temos de usar, experimentar, perceber como funciona, partilhar e só depois estamos à vontade para usar o Pinterest como um bom meio de divulgação do nosso negócio. Porque se não soubermos como funciona também não vamos perceber como tirar partido e acima de tudo temos também de perceber se faz sentido ter esta rede social para o nosso negócio.

O que é o Pinterest?


É um mural virtual onde descobrimos,

juntamos e partilharmos aquilo que gostamos,
que queremos ou que ambicionamos.




Faz sentido ter um Pinterest para a minha marca?
O meu público-alvo está no Pinterest?
Avaliar o target do nosso negócio é o mais importante para sabermos que estamos a falar com as pessoas certas e da maneira correcta.

A minha marca já está presente noutras-redes sociais?
É importante avaliar a nossa comunicação para cada rede social. Todas têm metodologias próprias e a comunicação deve ser feita individualmente para cada uma. Se o Pinterest é a primeira rede social a ser criada temos de estar certos que efectivamente é a mais indicada para o nosso negócio.

Quais os meus objectivos para o Pinterest, o que pretendo alcançar?
Como em todos os objetivos de um plano de marketing temos de saber o que pretendemos alcançar com uma nova rede social. O Pinterest é uma rede social óptima para trazer tráfego ao nosso site e aumentar a notoriedade da marca.
Consigo partilhar conteúdos além daquilo que faço?
Para nos ligarmos aos utilizadores e criar uma relação de partilha e descoberta, temos de criar valor. Para isso temos de perceber o que inspira o nosso target no Pinterest e ir ao encontro dele.

Tenho o Google Analytics a funcionar para perceber se o Pinterest tem sido/ ou vai ser uma fonte de tráfego?
Se já temos uma conta no Pinterest, já avaliámos se esta a provocar tráfego no nosso site? É a melhor maneira de percebemos se estamos a ter sucesso na nossa missão.

Tenho recursos para manter uma conta business no Pinterest?
Não basta criar uma conta e deixá-la aberta. “O que não se mexe, não se vê”. É importante trabalhar a rede de forma coerente e assídua.
Para quê criar uma conta business no Pinterest?
Demonstramos personalidade através do que partilhamos
– As marcas partilham imagens que retratam os seus valores, e divulgam ideias e produtos do seu negócio.
– Criam uma relação com o consumidor para além da venda de serviços/ ou produtos. Criam uma relação de “amizade” e empatia.
– Interagem com os utilizadores, muito mais do que um canal apenas de venda/ promoção directa.

Resumindo criamos uma relação entre a marca e quem a segue.

texto: Filipa Simões Freitas

Sem comentários
A Tribo também escreve Redes Sociais. Para que vos quero. Travel

Enjoy it . um blog de referência e dicas para San Diego.






Vamos às apresentações, o blog enjoy it, é um dos blogs americanos que costumo seguir, mais até pelo instagram. No geral este blog fala de tudo um pouco, é escrito pela Elise desde 2005. Os vários temas que aborda no blog são um compilar de situações e dicas que dão imenso jeito, seja para a casa, para o trabalho, para pequeno negócios, fotografia, família e por aí fora.

É interessante como este blog consegue captar a atenção dos leitores, além da escrita, os temas aqui abordados são interessantes e úteis e aprendemos sempre mais alguma coisa. O uso da fotografia também é de salientar pois existe um cuidado muito grande com a boa apresentação de cada artigo no blog. Este blog é por si só uma boa referência a seguir.

A Elise lançou em Maio um livro mas não é um livro qualquer é o Get to Work Book. Uma agenda em forma de planing para ajudar exactamente a gerir melhor o nosso negócio, as nossas tarefas, o nosso dia-a-dia. O Get to Work Book tem-se espalhado por todo o mundo e as encomendas não param.

Eu já tenho o meu, já ando em fase de testes para me organizar melhor e estou a preparar um review do livro para verem em pormenor como está feito.


Deixo aqui uma pequena entrevista que fiz à Elise e que tão prontamente respondeu com muita simpatia.


1. How did you get the idea for creating the book?
I was thinking about writing a goal setting book, but realised I would rather create something that helped people actually set goals vs. just talk about setting goals.


2. Since the concept idea till the final, who much time did it take?
I had the idea in late August 2014 and began shipping the books on May 18, 2015. So about 9 months!

3. Is the “Get to work book” spreading love all over the globe? Which was the most unexpected country that order the book?
I hope so!! Nothing crazy unexpected but I’ve shipped to 27 countries so far.

4. What is the social network that you use more? Is Instagram a good tool of advertising to you?
I use Instagram the most for sure. I really enjoy it both as an outlet and as a way to find new people and be inspired. It’s the primary marketing tool for GET TO WORK BOOK for sure.

5. Whats is the most comum theme that your followers read or search in your blog?
great question! I think people come for various reasons. Some want recipes. Some want crafts. Some want home decor. Some want small business or goal setting. Some want to hear about my family life and daughter. I post about so many varied things and the only link is that I love them all.

6. San Diego – what not to miss?
we have such great restaurants and are actually known for our breweries! Here’s a link to a small list of our favorite spots.

3 Comentários
Faz isto na tua marca Redes Sociais. Para que vos quero.

Vender online e não no facebook. 5 Marcas dão o seu testemunho.

O problema do Facebook?
1. Nem sempre e cada vez menos vemos os posts das marcas, logo não estamos a par de tudo o que fazem e mesmo quando há uma novidade podemos nem saber dela.
2. Todos os posts estão arrumados cronologicamente e não arrumados por categorias ou temas, e temos de andar a fazer scroll para ver o que há. Mesmo havendo álbuns organizados (quando os há) temos de ir à procura deles e ver o que contêm.
3. As mensagens muitas vezes não chegam ao destino, deixando o potencial cliente sem resposta.
4. Os comentários nos posts muitas vezes ficam esquecidos, ou porque não respondemos logo ou até porque não vimos a última notificação que o Facebook enviou. Ou até responderam por mensagem privada mas a pergunta ficou lá pendurada no post sem resposta.
5. A gestão de encomendas quando já é elevada pode ser um problema, quando não temos um canal específico de vendas, e todas as questões nos chegam por mensagem, comentários e email.

O Facebook aproxima-nos das pessoas, dos amigos e dos clientes. É uma óptima plataforma, dentro da sua faceta gratuita, que nos permite mostrar o que a marca anda a fazer, as novidades, os produtos e até podemos vender claro. O Facebook já está preparado para vender ou melhor para colocar ofertas com valores – podem ver mais sobre este assunto aqui.
É claro que muitas marcas têm muitas opções, variadas opções até, que permitem customizar o produto quase todo, seja no tamanho, no tecido, na cor, etc…. Mas demasiadas opções fazem com que possa perder aquele consumidor que sabe exatamente o que quer e o que procura e que em menos de 4 minutos pode fazer uma compra online e ficar despachado. Viva a personalização, mas não em exagero.

Como melhorar o processo de venda online?
O Facebook é um bom apoio na comunicação que deve sim ser bem trabalhado, mas ter uma plataforma própria de venda é o chamado “upgrade” ao vosso negócio.
Ter uma plataforma de rápida consulta, com a exposição de todos os produtos, preços e especificações é meio caminho andado para uma venda.
Numa loja online:
–  todos os produtos estão facilmente expostos, dando logo a percepção de tudo o que existe.
–  as características dos produtos estão disponíveis, diminuindo a troca de mensagens com questões ou dúvidas.
–  o stock está disponível e é gerido automaticamente.
–  o processo de compra é rápido, seguro e gerido de maneira quase autónoma.

Que plataformas de venda online existem?
1. Tictail é a primeira sugestão que vos deixo, é uma plataforma gratuita que permite ter uma loja online muito fácil de editar e de controlar as vendas. Basta escolher um template de loja ou se quiserem alterar o template podem sempre recorrer ao serviço de Muda de Loja da Sílvia.
2. BigCartel é uma plataforma um pouco mais completa, gratuita até 5 produtos, o que vos permite experimentar e depois fazer upgrade à conta e pagar uma mensalidade muito em conta.
3. Shopkit – 100% português – uma plataforma bastante completa para venda online. Tem várias funcionalidades integradas já na loja, podem experimentar gratuitamente durante 14 dias e depois fazer um upgrade para um plano pago.

Estas são apenas 3 de muitas plataformas que existem prontas a usar para que possam facilmente criar uma loja online. A marca ganha e os clientes agradecem!






“Ter a loja online foi para a Little Ely um passo muito importante, que após 9 meses do lançamento da marca tinha apenas presença no facebook.
Trouxe aos nossos consumidores uma melhor visualização dos produtos, facilidade de navegação e credibilidade à marca.
Achamos que o facebook continua a ser muito importante como complemento à loja online, onde comunicamos com os nossos clientes com mais frequência. Mas a grande parte das nossas vendas hoje é feita através da nossa loja online.”
www.littleely.com
loja by muda de página

“Quando comecei a criar a minha ideia não tive dúvidas de que a sua materialização seria uma loja on-line. 
Vejo o Facebook como uma ferramenta de comunicação que me ajuda a levar as pessoas ao seu destino final: a loja. Sempre que vejo vendas no Facebook fico confusa porque não percebo ao certo quem vende, quais as características e como se processa o negócio. Numa loja on-line tudo me parece mais claro, vês com clareza a disponibilidade de tamanhos, as características do produto e as formas de pagamento. Acredito que estas duas ferramentas devem ser complementares e que assim asseguram uma melhor imagem e um maior sucesso para o negócio”.
loja by muda de página
“A opção de ter uma loja online, prende-se com vários aspectos. Em primeiro lugar, tem a ver com a necessidade de ter um sítio, onde toda a minha oferta pudesse estar sistematizada e organizada, organização que considero mais confusa no facebook.
Na loja online os potenciais clientes encontram rapidamente preços, portes de envio, informações sobre medidas e outros detalhes. 
Nem toda a gente gosta do processo de perguntar sobre preços e condições. A loja permite que a cliente simplifique este processo, e finalize logo a aquisição. Permite ainda uma coisa fabulosa que é as vendas para outros países, que dificilmente se viabilizam pelo facebook!”
loja by muda de página

“A ideia de ter uma loja online já vinha de trás, mas ganhou mais consistência após ter feito uma formação com a LANCE. A decisão da loja online, para além do “e-commerce” ser nos dias que correm uma das maiores e simples formas de fazer compras, é uma ferramenta fácil para quem se quer lançar com o seu próprio negócio. Existem várias plataformas com custo ou sem custo, tudo depende do tipo de produto/serviço que cada um irá desenvolver. Para mim, a loja é mais do que uma montra, pois permite estabelecer um contacto mais directo com o cliente e procurar ir sempre ao encontro das necessidades de cada um. Sem dúvida que a loja online reflecte um lado muito mais profissional, a informação disponibilizada é mais clara e mais objectiva. Foca-se no produto-cliente. Não há informação dispersa. Uma grande vantagem é que nos permite no “backoffice” gerir toda a informação, fotografia e stock dos produtos, o que representa uma mais valia, pois permite-nos uma maior organização e gestão do tempo.”
http://esteiraonlineshop.tictail.com/
loja by muda de página

“Quando abri a Made in Paper, com 5 produtos, achei logo que seria mais fácil ter o processo de compra e venda agilizado. As redes sociais são apenas isso mesmo, e as plataformas de venda online são muito mais do que isso. A maior vantagem é a gestão de stocks, a rapidez e facilidade de adicionar um produto novo que acabou de chegar, e conseguir ter relatórios concretos sobre o cliente, no nosso site. 
Além disso a maior parte das plataformas envia emails automáticos de resposta às encomendas, e os melhores até podem estar integrados com o software de facturação, simplificando o acto de venda a um email.

Hoje, com mais de 300 referências online, a Made in Paper não poderia funcionar de outra forma; não poderíamos receber encomendas senão estivesse tudo centrado numa só plataforma, e se não desse informação em tempo real, ao cliente, sobre a disponibilidade da mesma.”
       Rúbrica de:

6 Comentários
Redes Sociais. Para que vos quero.

Como sobreviver ao trânsito na cidade? Basta ter esta app.

Fugir ao trânsito é quase como uma cruzada em busca do santo graal. E quando se apanha um acidente? Um carro avariado na ponte 25 de abril? Uma véspera de feriado?
Pois que melhor que ter um GPS é ter uma app no iPhone que se chama waze e é gratuita. Tem a parte do mapa e de nos orientar para onde queremos ir, a diferença é que são os utilizadores que vão dando feedback das ocorrências em tempo real. Por exemplo, se eu passar por um acidente, marco no mapa e todos ficam a saber. Se está trânsito marco no mapa e fica assinalado e o próprio waze vai actualizando a informação e até me indica qual o caminho alternativo. Posso partilhar o meu percurso com outras pessoas e ficam a saber em tempo real onde vou e quando chego.

Esta aplicação é um género de comunidade para quem conduz, já cheguei a apanhar amigos no trânsito porque os vi no waze a passar por perto. Fico também a saber se vou apanhar polícia pelo meu percurso.

Dá jeito ter esta app à mão, mais que não seja para não nos perdermos ou não nos metermos exactamente no meio do trânsito. A verdade é que nem sempre ele me manda pelo mesmo caminho e muitas vezes já me despachei mais rápido e fugi ao trânsito por indicação do waze.
Filipa Simões de Freitas
Sem comentários
A Tribo também escreve Redes Sociais. Para que vos quero.

Comunicação sem espinhas

A minha comida preferida é peixe.
Mas tem de ser peixe com cara e corpo de peixe, não ralado e misturado numa cena qualquer gourmet.
É peixe fresco arranjado e grelhado, de preferência comido com vista para o mar.
Luxo, do verdadeiro.

Já a comunicação nas redes sociais, para mim vem carregada de espinhas. Trabalho com ela, batalho com ela, mas às vezes traz-me mais comichão do que alegria.
É quase impossível não bufarmos ao fazer scroll por um feed de uma rede social qualquer. Mais do mesmo e pouco fresco, com ar de comida embalada é o que mais se encontra.
Porquê? Porque ser criativo é lixado. Ter ideias novas é como ter sempre peixe fresco, custa caro e sai-nos do corpo!

E vender peixe?
Ser peixeiro todos os dias?
Em plena Lisboa?
Eu diria: impossível.
Peixeiros dos bons é aqui na praia, logo de manhã cedo, dois berros no ouvido e ‘leve que é fresquinho filhinha’ e às dez já foi tudo embora.

Mas eis que, foi numa rede social, que me provaram o contrário.

Chamam-se Peixaria Centenária, estão em plena Lisboa e provaram que se consegue vender peixe no Facebook melhor do que qualquer marca que conheço.

Fazem Masterclasses de como arranjar o peixe (ponham o dedo no ar as pessoas que sabem arranjar um peixe em condições, ah pois é, não sabem, não é? Depois metem no forno aquelas cenas sem espinhas e chamam-lhe peixe. Tão enganados que vocês andam!), entregam em casa, fazem filetes prontinhos a cozinhar, juntam a tudo isto alguns legumes fresquinhos, fazem festas e concertos na Peixaria e todos os dias falam connosco no Facebook com uma frescura e carinho, que podiam fazer sermões aos peixes que eu lia na mesma.

São carismáticos, originais, frescos, criam proximidade, ‘engajam’ os leitores como se de um casamento se tratasse.

Eu que estou aqui sentadinha perto do mar do Norte, com peixinho fresco à porta de casa, e nunca lá pus os pés, qualquer dia mando vir qualquer coisinha pelo correio de tal forma que já me convenceram!

Botem os olhos nisto filhinhas, que não é por acaso que as peixeiras vendem tudo nas primeiras horas da manhã, são morenas, vestem-se bem e estão sempre a rir e também não é por acaso que este nome Peixaria Centenária vai ficar nas vossas cabeças após começarem a seguir os posts deles no Facebook. Aprendam com quem sabe e comam peixe fresquinho em vez dessas cenas raladas verdes que vão ver que a praia até vos vai saber melhor.

         Rúbrica de:

6 Comentários

Instagram

  • Sunday. What else? 😏
  • Office day out @catarinavarao 😁We are working 👊🏻
  • Energy for today! 👊🏻 Ainda bem que a @veganvibebox tem disto aos molhos 😂 #veganvibebox
  • Yes the moment is now!! 🙈 às vezes é preciso fechar os olhos para dar um salto. Às vezes é melhor não saber onde vamos cair. Às vezes mudamos. E por vezes crescemos #vouvirarpoeta 👍🏻
  • Go with the flow! 🙌🏻 Vou-me deixar ir! O caminho é para a frente e voos mais altos se aproximam. OMG 😲
  • I'm ready! It's going to be a short week but the same amount of work 👊🏻but first coffee on the new things that I brought from @hallescheshaus 😉

Follow Me!